Termos de avaliação

Itens a serem avaliados pelo parecerista:

  • Relevância e importância do tema/assunto/objeto do artigo;
  • Qualidade da análise teórica e metodológica desenvolvida e no uso dos conceitos;
  • Uso de bibliografia de relevância, pertinência e atualidade compatíveis com o tema abordado;
  • Clareza na definição dos problemas/hipóteses investigados e nos resultados obtidos;
  • Adequação gramatical do texto (coerência e coesão textual, adequação à norma culta da língua etc.);
  • Adequação às normas da ABNT (citações, notas, referências etc.).
  • Importante: especificar as REFORMULAÇÕES NECESSÁRIAS (quando for o caso de correções obrigatórias), a serem feitas pelo autor.
  • Deve-se atentar para qualquer conflito de interesse no que diz respeito à pesquisa e agências financiadoras do artigo e, se necessário, renunciar à indicação.
  • Rever o original de forma objetiva e construtiva, evitando comentários hostis ou inflamados;
  • Manter a confidencialidade de qualquer informação fornecida pelo editor ou pelo autor;
  • Não usar as informações obtidas no processo de revisão como benefício para si próprio ou para qualquer outra pessoa ou organização. Não usar tampouco para gerar desvantagem ou desacreditar outras pessoas.
  • Alertar o editor para qualquer conteúdo já publicado ou submetido que seja substancialmente similar ao trabalho que está sob sua avaliação.
  • O parecer deve ser produzido no prazo máximo de 15 dias a contar da data de envio do trabalho a ser avaliado.
  • Se houver qualquer identificação do autor do artigo, se sua temática apresentar complexidade que deva ser analisada por avaliador específico, ou em caso de conflito de interesse, tal fato deve ser informado imediatamente ao Comitê Editorial, para que o trabalho seja encaminhado a outro parecerista.
  • O parecer consistirá de formulário fornecido no modelo de parecer, manifestando a avaliação do artigo de acordo com cada critério elencado e a justificativa de cada escolha.
  • Pareceristas podem incluir também comentários e sugestões no arquivo do texto, desde que se atente à exclusão de qualquer identificação. Isso, no entanto, não afasta a necessidade de preenchimento do formulário e de justificação do parecer.
  • O parecer deve ser anônimo, feito com rigor, objetividade, imparcialidade e presteza, e ser baseado exclusivamente na linha editorial e nos critérios elencados no modelo de parecer da revista.
  • Pareceristas devem tratar com confidencialidade e não fazer uso próprio das informações que tenham tido acesso no exercício de sua função de avaliador.
  • É expressamente vedada a divulgação de dados acerca de artigos recebidos para avaliação.
  • Em caso de conflito de interesse, incluindo conflito potencial ou aparente, o parecerista deverá abster-se de sua função de avaliador. Tais situações incluem, mas não estão limitadas a, casos nos quais o parecerista mantém colaboração científica regular, em atividade de pesquisa, publicação, ou orientação, ou quando tiver relação pessoal ou familiar com algum dos pesquisadores responsáveis pelo trabalho submetido à avaliação.